Home
Notícias
Fale Conosco
Quem Somos
Atuação
Clínicas
Aviso Legal

Trauma Desportivo



FRATURA DE CLAVÍCULA

Rev. 10-03-2015



A clavícula é um dos ossos do corpo humano mais comumente acometido de fraturas, principalmente em esportes que envolvem muito contacto, como o futebol, causada geralmente por trauma direto.
O diagnóstico é relativamente fácil de ser realizado, o atleta geralmente relata que sofreu queda sobre o ombro ou um trauma direto na clavícula, evoluindo com dor e dificuldade para mobilizar o ombro e na inspeção verifica-se a deformidade no local e crepitação óssea.
O atleta deve ser encaminhado para avaliação médica e radiográfica, para confirmação diagnóstica e condução do tratamento adequado.
O tratamento depende da localização da fratura (terço proximal, médio ou distal). A grande maioria das fraturas do terço médio e proximal podem ser tratadas com imobilização em oito, por cerca de 3 a 4 semanas, e após confirmada a consolidação (cerca de 6 a 8 semanas), inicia-se o ganho de amplitude de movimento e fortalecimento muscular. Os atletas só retornam a atividade esportiva quando estiverem sem dor e com amplitude de movimento e força do ombro normais.


Referências Bibliográficas:

1. Fraturas em Adultos, Rockwood, C.A., 4a. edição.



Voltar
Voltar