Home
Notícias
Fale Conosco
Quem Somos
Atuação
Clínicas
Aviso Legal

Trauma Desportivo - LUXAÇÃO DA PATELA



Rev. 10-03-2015

A luxação da patela é uma potencial causa de hemartrose e deve ser considerada na avaliação de um paciente com lesão aguda do joelho. A lesão ocorre quando o joelho está fletido e é forçado em valgo e rotação externa da tíbia. É mais freqüente em pacientes do sexo feminino na segunda década de vida.

1. Achados Clínicos

A patela sempre se desloca lateralmente. O paciente pode informar que a patela moveu-se lateralmente ou que o resto do joelho moveu-se medialmente. Geralmente a redução ocorre logo a seguir da injúria, quando o joelho é estendido.
O exame demonstra sensibilidade no retináculo medial e tubérculo adutor, onde é a origem do ligamento patelofemural medial. O paciente apresenta dor e apreensão quando a patela é empurrada lateralmente com leve flexão do joelho. São realizadas radiografias do joelho, incluindo axial da patela, a procura de fraturas osteocondrais.
O exame do joelho não lesionado é recomendado para se determinar os possíveis fatores que levaram à luxação, tais como genu recurvatum, aumento do ângulo Q, patela alta, hipermobilidade patelar.


2. Tratamento e Prognóstico

Existe uma grande variedade de tratamento que podem ser recomendados para o tratamento de luxações
O tratamento baseia-se nos fatores predisponentes. O tratamento funcional tem excelentes resultados e deve ser sempre a primeira opção. Se as luxações se tornam recorrentes, o realinhamento pode ser indicado.

Consulte sempre um especialista em joelho para sua orientação.


Referências Bibliográficas:

1. Fraturas em Adultos, Rockwood, C.A., 4a. edição.
2. Surgery of the Knee, Insall, 5a. edição, 2012



Voltar
Voltar